Buscar

Vem aí o novo livro da Paula Abreu: SÓ CAI QUEM VOA. Porque a vida não pode ser só chão.

💫 Por que você tem quer ler SÓ CAI QUEM VOA



Desde criança, a gente cresce ouvindo que, para ser feliz e ter sucesso, existe um roteirinho-padrão a ser seguido: escola, faculdade, estágio, efetivação, casa própria, carro zero, pós-graduação, casamento, mestrado no exterior, filhos.


Mas é impossível ignorar aquela pulguinha que fica atrás da orelha, dizendo para você que a vida não pode ser só o chão, só os boletos, e que amanhã vai ser melhor. Se você anda negociando o inegociável – e deixando para depois a pessoa que você nasceu para ser, este livro é o empurrão que fará você sair do ninho, voar cada vez mais alto e viver uma existência mais autêntica.


☀️ O poder da Paula Abreu


Paula Abreu tinha uma carreira consolidada como advogada numa empresa gigante, mas não estava feliz. Ela queria viver de escrever. E já tinha seu público em um blog popular na época. Porém faltava viabilizar financeiramente esse estilo de vida que era o seu propósito.


Foi então que Paula decidiu deixar fluir seu lado artista e empreendedora, ou, como a própria autora define, seu lado BRUXA.


Hoje Paula Abreu é referência não só como coach em desenvolvimento pessoal como também na educação online. Em um mercado digital dominado por homens, Paula é uma das mulheres mais bem-sucedidas na área e mantém sua autenticidade, seu bom humor e sua espiritualidade — características que fazem dela alguém impossível de passar batido.


Depois de muito trabalho interno e de encontrar seu lugar no mundo, Paula colocou em palavras muito do que viveu e aprendeu.


Pela Buzz Editora, já lançou os best-sellers ESCOLHA SUA VIDA, que fala exatamente sobre como tirar seu sonho do papel, e BUDA DANÇANDO NUMA BOATE, no qual aborda a espiritualidade de forma inspiradora e acessível.


E chega agora neste mês de setembro seu mais novo (e imperdível) livro: SÓ CAI QUEM VOA. Tá precisando de um empurrão para viver a vida que você está ensaiando viver? Leia este livro e não se esqueça de que a vida não pode, de maneira nenhuma, ser só o chão.